QUEM SOU EU...


"Ninguém pode calar dentro em mim esta chama que não vai passar, é mais forte que eu e não quero dela me afastar....



Eu não posso explicar quando foi e nem quando ela veio, mas só digo o que penso, só faço o que gosto e aquilo em que creio..."(Maysa)



Com as outras dores fazem-se versos...com as que doem,grita-se! (Fernando Pessoa)













Quem "grita" como eu......

NITERÓI, LUGAR ENCANTADO!!!

NITERÓI, LUGAR ENCANTADO!!!
Luar dando espetáculo na praia da Boa Viagem!"

domingo, 28 de dezembro de 2008

ANO NOVO,MUNDO NOVO


O ano acabará dia 31/12/2008 às 24:00h. Recomeçará um segundo após, pois tudo que se acaba em novo se inicia: assim com as flores, com os frutos, com os animais, com os homens.

Recomeçando um ano, recomeça o mundo dia 1/1/2009, em branco, imaculado como a tela em que escrevo. Terei mais cuidado ao lidar com ele! Com certeza vou tratá-lo com mais carinho e com carinho serei retribuída; cuidarei dos meus passos, onde piso, para não machucá-lo.

Permitirei que as flores permaneçam em suas hastes sem cobiçá-las para enfeitarem as jarras de minha sala. Respeitarei os animais, todos, mesmo os insetos que me arrepiam, bastando desviar-me de seus caminhos. Entendi que possuo inteligência e eles precisam defender-se.

Observarei com mais cuidado os dias de sol, as tempestades e as noites enluaradas. Deter-me-ei nos detalhes que num mundo novo fazem a diferença.

Sorrirei mais e para mais pessoas pelo simples fato de que um velho mundo se foi e eu permaneci.

Com a morte daquele mundo viciado morreram também os políticos que enganavam e roubavam toda uma população que neles confiava; morreram os que "se davam bem", sempre, mesmo à custa do prejuízo alheio; morreram os ladrões das esquinas,dos sinais de trânsito, das portas de nossas casas; desapareceram as balas perdidas.

Morreram os que enriqueciam com os vícios alheios assim como os viciados que os financiavam. Acabou-se toda a espécie de vício e todas as substâncias que a ele levavam. Acabou-se o pranto das mães, esposas e filhos sufocados e oprimidos por fumaças, líquidos e pós.

Morreram, com o fim deste mundo antigo todos os que viviam da miséria: os senhores da seca do nordeste, os que desviavam as verbas das Ongs; os que sucateavam os hospitais públicos e enriqueciam com as empresas de planos de saúde privados; os que desvalorizavam os professores do povo e construíam palácios onde pagava-se muito para pouco se aprender, visto o grau de ignorância da maioria da mocidade bonita, "malhada", dourada e alienada.

Acabou-se o ano, acabou-se o mundo! Acabou-se a valorização da bunda, do sexo por nada, dos versos e textos de duplo sentido.
Acabou-se a criança de rua que nos enchia de medo pois no mundo novo só existirão crianças a serem amadas, protegidas e educadas.

Os colégios, hospitais e orfanatos, sem admistrações ou alvarás de fachada, as tornarão adultos saudáveis e do bem.
Acabou-se o ano velho! Viva o Ano e o Mundo Novos! Que se viva a nova vida com dignidade e amor. Respeito como adereço também virá em boa hora. Pode ser que seja nossa última chance!!!


***
Sonia Regina /2008 /2009