QUEM SOU EU...


"Ninguém pode calar dentro em mim esta chama que não vai passar, é mais forte que eu e não quero dela me afastar....



Eu não posso explicar quando foi e nem quando ela veio, mas só digo o que penso, só faço o que gosto e aquilo em que creio..."(Maysa)



Com as outras dores fazem-se versos...com as que doem,grita-se! (Fernando Pessoa)













Quem "grita" como eu......

NITERÓI, LUGAR ENCANTADO!!!

NITERÓI, LUGAR ENCANTADO!!!
Luar dando espetáculo na praia da Boa Viagem!"

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

NOVOS CAMINHOS


Surgindo novos caminhos...
por eles quero passar!


Muito sol, muita alegria,
muita paz
em nova trilha
sabendo onde vou pisar...


Cuidado sempre é preciso
pro caminho percorrer:
pisar de leve, silêncio,
atenção para os detalhes...
saber olhar...perceber...


Caso encontros aconteçam
na nova estrada da vida,
que sejam de luz e amor...


Neste caminho há escolhas,
há rotas, há desencontros...


Tempestades haverão!
Esperaremos em calma
que se amainem...passarão!!!


O caminho é novo e livre...
por ele vamos seguir
sabendo que o sol
retorna a cada noite que passa...
a cada dia que nasce...
e que a vida acontece a cada palmo de chão...

O caminho está à nossa espera
inexplorado e florido
e só depende de nós
por ele saber seguir!!!



FELIZ ANO NOVO!!!!

*********

Sonia Regina

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

QUEM?...


Não sei quem és. Já não te vejo bem...
e ouço-me dizer (ai,tanta vez!...)
Sonho que um outro sonho me desfez?
Fantasma de que amor? Sombra de quem?


Névoa? Quimera? Fumo? Donde vem?...
- Não sei se tu, Amor, assim me vês!...
Nossos olhos não são nossos, talvez...
Assim, tu não és tu! Não és ninguém!...

És tudo e não és nada...És a desgraça...
És quem nem sequer vejo; és um que passa...
És sorriso de Deus que não mereço...

És Aquele que vive e que morreu...
És Aquele que é quase um outro Eu...
És Aquele que nem sequer conheço...


****

Florbela Espanca

***********************************************************************

Meu presente de Natal para você!

Carinho!

Sonia Regina, dezembro de 2010

domingo, 5 de dezembro de 2010

GATO E RATO





Complicação.
Encucação,
sem perdão,
teu nome é solidão.

Fácil seria viver
sem mistérios, mentiras,
dissimulação.

Sinceridade, teu nome
tão simples como viver...

...e todos se perdem, sofrem
e fazem sofrer,
brincando de gato e rato,
em disputas sem troféus,
mas que ninguém quer perder.

Tão boa a certeza
do fruto maduro;
tão farta é a mesa
onde o pão não se esconde;
risonha é a alma
dos que não se enganam.

Tão fácil, tão fácil ser feliz!


***


Sonia Regina, 07/08/1990

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

TEIMOSIA



A mim é destinado

caminho de luz,

caminho sem tropeços,

caminho sem cansaços.


Destino vem comigo

desde que nasci...

a luz busco e acendo

sempre que é preciso.


Ninguém vai conseguir

com gritos, gestos e palavras

fazer com que eu desista,

fazer com que eu apague

a luz do meu caminho

que teimo em fazer brilhar.


***

Sonia Regina, 06/01/1992

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

FAZENDO DE CONTA...


Sussurro seu nome

para adormecer...

Sono vem chegando,

você se aproxima

daquele modo

que desejo, que imagino...



A noite passa...

você comigo

me envolve no abraço,

de leve me beija...

Adormecemos juntos

e a noite se vai...

e a manhã renasce...

Desperto e me encontro

envolvida em meus

próprios braços...

****

Sonia Regina, 30/10/2010

sábado, 6 de novembro de 2010

S.O.S


Me goste como sou:
assim...assim...

Um dia menina,
no outro estouvada
passeando perdida
em um tempo passado...

Me goste como sou:
assim...assim...
em dias muito sérios,
outros tão tristonhos,
muitos de risadas,
tantos de cansaço...

quantos de vitórias
nas lutas do desamor...

Me goste como sou:
assim...assim...

Em dias agressivos,
em outros tão passivos,
em amores iludidos,
em certezas tão reais!

Me goste como sou:
assim...assim...

Mas, por favor, goste de mim!!!

****

Sonia Regina, 30/10/2010

domingo, 31 de outubro de 2010

CAMINHO PRA EMOÇÃO...!





Vem, enquanto tenho vida
veias, coração.

Vem, enquanto fico aqui,
sozinha, à toa, pensando...

Não deixa o tempo rolar
pois não há muito a perder...

Já não existem aromas
a invadirem as tardes;

já não existe o barulho
das ondas me embalando a noite.

Vem, enquanto a vida pulsa,
mesmo sem pressão.

Vem, emoção, enquanto
vivo, que até sou capaz
de por tão longa espera
lhe oferecer meu perdão,
meu amor, meu coração!

***

Sonia Regina, 04/08/1990

domingo, 24 de outubro de 2010

NA ESTAÇÃO...



Lá vem o trem!

Lá vem o trem!

Lá vem o trem!

Eu na estação...

Lá vem o trem

com o meu bem!

*





Chegou o trem...

Lá vai o trem...

Lá vai o trem...

Lá vai o trem..

Eu na estação...

...ninguém!!!
***
Sonia Regina, 06 /11/ 2004

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

DOCE AMOR DE OUTONO


O meu doce amor de outono

tem jeito de primavera:

todos os dias uma flor
das sementes que plantei!
***


Meu sincero amor de outono

tem cantar de passarinhos

a construirem seus ninhos

no aconchego dos beirais.
***


Meu tímido amor de outono

semeei sem permissão

do senhor de tantas flores

que habitam seu coração.
***


Meu sonhado amor de outono

se vai sem me conhecer,

se vai florido e amado,

deixando, sempre, de lado,

o jardim que fiz crescer!!!

****

Sonia Regina, 07/10/2010

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Novas Energias!


Faça-se o melhor presente em nosso pensar para que nosso coração se acalme e possamos raciocinar com serenidade, sem interferência de mágoas e tristezas desarmonizando pensamento e organismo.

Pequenos são os fatos que nos abatem em vista da grandeza e da felicidade que nos esperam caso saibamos olhar e perceber.

Não permitamos que mesquinharias nos abalem e nos façam tristes.

É o sorriso, como a água fresca que faz brotar a semente na terra, que faz florescer todas as qualidades que trazemos em nós.

Lembremo-nos de nós.

Cada um é cada um.

Sem que façamos sofrer a ninguém sigamos nosso caminho que já foi traçado, roçado e construída a trilha por onde devemos caminhar.

Cuidemos de nossa saúde mental e física e não nos deixemos abater antes do início da caminhada que nos levará aos destinos que tanto procuramos pela vida afora.

Agora é a nossa vez!

Sequemos nossas lágrimas que a luta terminou e dela cada um levará o que fez por merecer.

Tenhamos coragem que o caminho será sempre claro e saberemos que direção tomar.


***

Sonia Regina/1993

domingo, 26 de setembro de 2010

AO GALOPE DO CORCEL


Em seu corcel encantado
sái a moça a cavalgar...
É Primavera no mundo,
é Primavera na vida.

Cavalgando contra o vento
sobe colinas e montes
floridos e perfumados,
cabelos despenteados.

As fitas que os prendiam
se soltavam vagarosas,
quanto mais livres os fios,
mais livre ela se sentia...

Destino não possuía
o impulso a levava...
e o pensamento voava
ao intenso galopar...

Rédeas soltas...Primavera,
a corrida do corcel
levava à felicidade...
Afinal...à liberdade!!!

****


Sonia Regina, 05/09/2010

domingo, 19 de setembro de 2010

PERDIDO?


Não sei onde tu moras,

em que terreno habitas,

só sei que o peito chora

e grita e grita!



Vem ao meu encontro

pr'eu encontrar a paz,

vem que aqui te espero

e vivo pra saber onde tu estás...

***

Sonia Regina,20/10/1988
***********************************************************************************
P.S.
Escrito há tantos anos mas poderia ter sido hoje!!!

domingo, 12 de setembro de 2010

BEIJA - FLOR



Quem se importa

se hoje é domingo?

Quem se importa

se o sol brilha,

o dia está lindo

e eu estou sozinha?

Ninguém...

Mas eu tenho um beija-flor

que vem beber

à minha cabeceira...

esteja eu dormindo

ou acordada ele,

sempre,vem!!!

***

Sonia Regina, 23 /03/ 1997

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

SINAIS





Os anjos vão me escutar
os sinais assim me dizem,
os anjos jamais se enganam
e os sonhos realizam!

Pressinto,tenho certeza
do que quero e pra onde vou
com a ajuda dos anjos
protegida sei que estou!

Estou,agora,avistando
sentindo o aroma do sonho
que os anjos providenciam
e às minhas mãos vêm chegando!



***


Sonia Regina/12 /11 /1992

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

BRASA



Esse queimar sem fim
que me atormenta
é um queimar
do que jamais ardeu:

ficou calor aceso
em brasa ardente
em uma chama
que nada acendeu.

Qual é esse mistério
da brasa arder sem chama?
De onde vem o ardor
que a brasa faz em mim?

Ficou no impossível
a chama que não se acendeu,
ficou no nunca mais
aquele fogo que jamais ardeu.

***

Sonia Regina, 27/08/1998

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

ENCONTRO


Espera que na hora chegada
teu horizonte se abre,
tua vida se renova,
tua esperança renasce.

Espera, só mais um pouco,
já chega ao fim teu caminho
de pedras, de solidão.

Espera e espera sorrindo
que o retorno é alegria
e tua vida está lá,
do jeitinho que querias.

Espera, serena e calma,
sem ânsias, sem desespero...
A demora vale a pena,
a espera é a esperança
dos teus dias de bonança!

***

Sonia Regina,20/10/1998

sexta-feira, 13 de agosto de 2010

A VIAGEM



Aos poucos me esvazio.
-Essa é a lei da vida-

Não devemos partir
com a alma carregada.

Nesta viagem devemos
ir só conosco...

Deve-se esvair-se,
deixar o caminho fluir,
para que não se peque
por excesso de bagagem...


***


Sonia Regina/1998

sexta-feira, 6 de agosto de 2010

HORIZONTES






Saudades dos lugares que não visitei,
das viagens que não fiz,
das praias ensolaradas
em cujas areias jamais pisei.

Saudades das pessoas
que não conheci,
dos campos verdes
por onde não corri,
da neve branca
que jamais toquei.



Ao chegar ao mundo
ele estava à minha espera
com todas as belezas
e pessoas que havia nele...

Eu tinha o tempo que
outros não tiveram
para conhecê-lo.

O tempo passou,
o mundo permaneceu...
eu não saí do lugar,
não me deixei chegar
ao horizonte e
dele me perdi.

Já não existem horizontes,
sequer na minha janela
que permanece fechada.



Irei embora
e o mundo ficará
com os lugares aonde não fui:
as praias que não pisei,
pessoas que não conheci,
campos verdes por onde
não corri e a neve branca
que jamais toquei...


*****


Sonia Regina/1993

quinta-feira, 29 de julho de 2010

APÓS A DOR...


Moça só...a sós,
envolvida em
macios lençóis
sente-se acolhida...
após a dor...

Moça só...a sós,
cercada em almofadas
de cetim que lhe
abraçam e aquecem...após a dor...

Moça só, a sós,
permite ao sono
achegar-se e
pouco a pouco
serenar seu coração...
após a dor...

Moça só sente-se
amimada, acarinhada,
aninhada...a sós,
entre almofadas e lençóis...

Após a dor!!


*****

Sonia Regina/2010




*****************************************************************************

Meu amigo e poeta Saulo Prado, deixou nos comentários este poema como resposta ao post "Após a dor..."


CAMINHO DE MULHER








Tanta dor ela semeou em seu coração
Se entregando ao homem chamado ilusão
E como um vampiro suga suas vitimas
Ele deixou nela doídas e profundas feridas

Mas ela traz consigo a força da mulher
E cada cicatriz ela transformou em fé
E como uma lagarta que vira borboleta
A dor semeada ela não fez colheita

E assim surgiu um novo horizonte
Ela usou a decepção como sua ponte
E após a travessia do seu vale de dor
Novamente ela se encontrou com o amor...

Saulo Prado

quarta-feira, 21 de julho de 2010

"AO VENCEDOR...AS BATATAS!!!"


Aos seus infernos
venceu a todos, sozinha.

Não encontrou lenço
que lhe secasse os olhos,

não encontrou mãos
que se estendessem;

não encontrou arma
a si oferecida
que lhe facilitasse a luta;

sequer um soluço
exalou-se por suas dores
ou cajado foi-lhe ofertado
para facilitar seus passos no caminho;

nenhuma cantiga entoou-se
para conciliar seu sono.

Aos seus infernos
venceu a todos, sozinha,
nenhum afago,
nenhum aceno,
nenhuma lágrima.

A luta foi dela,
a ela cabem as glórias,
ela merece o prêmio de
viver feliz!


Aos seus infernos
venceu a todos, sozinha!


****


Sonia Regina/1987

sexta-feira, 16 de julho de 2010

EU E MEUS CÃES


Meus cães, meus amigos.

Passam o dia à minha volta em completa dependência.

Percebendo que preparo-me para sair seus olhinhos me fixam e me seguem pela casa inteira por saberem que estarão, por algum tempo, a sós com eles mesmos.

Do que gostam, de verdade,é do "desce do sofá!", "vá para a cozinha!", "hora de comer...", "vamos tomar banho?"... "hora de passear!!!"

Quando a porta se fecha e eles ficam é a hora de olhar para si mesmos.

Como eu...quando fico só e cada dia mais só fico, me olho, me escuto e nada vejo.Só o dia passando tranquilo, sereno e...meus pensamentos.

Eu que já sonhei tanto...Sonhos, alguns, consciente de que jamais se realizariam; outros acreditando que tudo conspirava para que se tornassem reais.

Nada aconteceu!!!

Hoje sou como os cães: quando meus donos estão comigo, dependendo deles, existo um pouco; se me deixam só, guardo a casa para que quando cheguem tudo esteja em seu devido lugar.

Tudo se faz silêncio quando fico, eu e meus cães, espelhados um nos outros.



Qualquer dia desses amanheço latindo...


*****

Sonia Regina/1994

sábado, 10 de julho de 2010

BELEZA


Quero escrever belezas:as que vejo, as que vi e as que adivinho.

Estranho é que quando a beleza se instala só sei pensar nela e sentí-la.

Mais fácil escrever sobre meus fantasmas tentando exorcizá-los.Como não tenho com quem
dividir o que me magoa só o papel está sempre presente, sempre atento, ao contrário das
pessoas que se aborrecem, com razão, com os tormentos alheios.

Beleza,caso se queira, encontra-se ouvinte, apesar de que, nem sempre a beleza que me toca
comoverá o meu ouvinte, leitor ou o que quer que seja.

Beleza é mais difícil de ser entendida do que as misérias do dia a dia.

Raro encontrar-se em qualquer jornal ou revista, menções à beleza da natureza, da música ou de
crônicas que falem dela estampadas na primeira página.

Misérias e catástrofes a merecem porque a beleza não explode em cima de você.

Há que se intuir onde se encontra e se deliciar...De repente até descobri porque é mais fácil
expor as feridas...

A beleza, muitas vezes,"é invisível aos olhos e sentida apenas com o coração..."

*****

Sonia Regina /1994

sexta-feira, 2 de julho de 2010

NUNCA MAIS...




Nunca mais é muito tempo...


nunca mais é tempo demais...




****

Leonardo Boff, postado por Sonia Regina.

terça-feira, 22 de junho de 2010

QUIETA


O interfone toca

e não respondo...

A campainha estala

e eu me calo...

O telefone soa

e eu, à espreita,

olho-o impassível.

Pra mim a vida passa assim:

se não quero não respondo,

emudeço, me deixo

e tenho a impressão,

apenas sensação,

de que não me queixo.

*****

Sonia Regina/1992

domingo, 13 de junho de 2010

NAS NOITES DE FRIO SEREI O TEU COBERTOR....


Quantas noites, quanto frio
ainda terás que passar?
Sem cobertor, sem carinho,
sem a menina, sem amar.

Mas, tem fé, Raio de Sol!
Deus não parou de te olhar.
Nada, ainda, está perdido...

A menina, também, dorme
nas noites de frio
sem cobertor...sem carinho,
pensando em ter um amor.

Continua a pedir,
a invocar os seus anjos,
a querer unir destinos
separados sem porquê.

Sua fé não se perdeu
e sabe, que agora, ou mais tarde
voltarão a se encontrar,
se encantar e se amar.

Aí, não mais noites de frio
todas serão de calor,
de harmonia, de alegria,
sem precisar cobertor!

******

Sonia Regina, 04/06/1996

domingo, 6 de junho de 2010

IMAGINAÇÃO


Era jovem, sonhadora e...tímida...
daí imaginava o riso, a alegria de amar,
de sentir, de tudo que "poderia"...

Imaginava o que não via,
ouvia canções que jamais foram compostas,
dançava ao som de músicas silentes,
sentia toques de lábios
que jamais viu se moverem.

Ah! E voava na imaginação
sem pensar em pecado,
apenas desejando,
e vivendo cada dia,
a imaginar o que seria
viver de verdade seus sonhos...
imaginando o viver dos que sequer a olhavam...

****

Sonia Regina/1990

segunda-feira, 24 de maio de 2010

ABDUZIDO????


Quero encontrar
seu sorriso,
brincadeiras,
zombarias...

Quero esbarrar
na descrença
que nunca sei retrucar!

Quero aprender
nos detalhes
do seu saber
sem medida...

Quero mesmo
é que apareça,
que retorne,
me socorra,
me proteja
de mim,
de meu desconsolo...

Só você
tem o poder
de me fazer,
por pirraça,
buscar o melhor de mim!!!

***

Sonia Regina, 30/10/2009

segunda-feira, 17 de maio de 2010

PODER DA ESCRITA


O ato de escrever, grafar letras, juntar fonemas, em mecanismo simples, há muito percebido, causa-me enorme prazer.

Delicioso seria se minha ocupação maior fosse escrever e escrever, usando variados tipos de letras.

Grafaria em script, em letras de forma, em caprichosa caligrafia tornando o meu dia farto de prazer.

Delícia que pode ser perigosa!

Posso, de repente, só para provocar, com a caligrafia externar o que todos têm de mais secreto e verdadeiro: o próprio pensamento.

Que seria das pessoas se escrevessem e remetessem aos seus destinos exatamente o que pensam e não o que supõe vai agradar aos que lêem ou criar revoltas pela metade?

As verdades de cada um, aquelas do pensamento, aquelas que se olha, se pensa e se cala, ninguém nunca disse e nem as dirá pois é o maior tesouro que todos têm, sendo que alguns nem o percebem.

Falam e falam, gritam, escrevem e nunca dizem a verdade.

São prisioneiros de seus gritos, mentiras e escritos.

Apenas no dia em que todos gritarem ou explodirem ou escreverem suas verdades, serão livres!


"Conhecerás a verdade e ela vos libertará"(Jesus Cristo)

****

Sonia Regina

sábado, 8 de maio de 2010

SOMOS MÃES, SOMOS FILHAS!!!


Próximo domingo, com todos os méritos, será comemorado o Dia das Mães.

Há muitos anos atrás, numa data como essa recebi um presente em nome do meu filho, pequenino ainda, com um cartãozinho elaborado por minha mãe com os dizeres: "Mamãe, todos os dias são seus..."

Assim é: todos os dias são nossos, alguns plenos de alegria, outros mais sofridos...

Nestes dias que vontade temos de ser filhas...ganhar um colo, um carinho de mãe, uma presença, ter a mãe por perto.

Algumas de nós ainda possuem essa sorte, com as mães junto de si com saúde lhes dando o carinho e apoio que precisam; outras também as têm mas já debilitadas e, devotadamente, invertem os papéis e tornam-se mães de suas mães em cuidados e carinhos.

Há as que a perderam muito cedo e pouco desfrutaram de suas presenças e as que a tiveram por algum tempo e as viram seguir seu caminho para Deus.

Na festa das Mães gostaria que nos sentíssemos filhas, aquelas filhas que um dia festejaram suas mães como tal, com todos os "paparicos" que só as mães sabem dar e que hoje passamos aos nossos filhos porque mãe só é mãe se tem filhos e filhos só o são se têm mães.

Sejamos filhas de nossas Mães para sempre e em qualquer estágio em que estejam...

"Mãe,todos os dias são seus..."

Sonia Regina

quinta-feira, 29 de abril de 2010

SÓ MAIS UMA VEZ....





Quisera uma vez apenas, uma vez mais,
sentir emoção na pele, no coração, na barriga...

Quisera abrir a janela, desejar sair com a luz;
nessa prisão, no escuro, com as cortinas cerradas
meus sonhos.... só sonhos são.

Quisera tanto uma vez, só mais uma,
sentir emoção brotar,
o coração no peito disparar
com a alegria do esperar.


Depois sair por aí tendo o sonho ao meu lado;
gostar de ouvir e calar, bebendo cada palavra,
pois importante seria a boca que as diria.

Uma só vez, só mais uma, nessa minha vida opaca
ver a luz, ouvir a música, sentir na pele a emoção,
achar prazer em viver, para então, feliz comigo
serenamente morrer.


***


Sonia Regina/1990

sábado, 24 de abril de 2010

A COISA



Nada que tivesse acontecido de um dia para outro, nada que a tivesse apanhado de surpresa... Não... Foi chegando devagar, muito devagar, ano após ano, gota após gota, como aquelas que desgastam fantasticamente cavernas sólidas, milenares e traçam nelas seu desenhos caprichosos, indeléveis. As gotinhas são frágeis,quase invisíveis, mas que força de transformação possuem!!!

Foi assim que aconteceu...Dia a dia, instante a instante, as gotinhas do nada foram abalando sem pedir licença os alicerces em que se apoiava a construção da sua vida.

Por muito, muito tempo sequer se apercebeu e continuou a caminhar procurando convencer-se de que tudo era passageiro e que seu caminho, o que fora traçado para caminhar, logo, logo surgiria e tudo o mais ficaria para trás.

Com essa confiança, havia risos, havia festas e muitos momentos de alegria.

Mas, a coisa estava lá, sempre esteve: quieta, ciente de sua força paciente, ciente das metas que desejava atingir.

Primeiro foi o aprender a digerir traições: sujas,sem critérios nem razões...O respeito por seus sentimentos rolou pela poeira de aberrações que a faziam odiar ser mulher.

Matou a mulher e restaram os sonhos tolos e infantis que alimentavam seu imaginário e "morfinavam" sua dor e vergonha.

O tempo passando, o veneno ali matando e ela brincando de sorrir. Resolveu tentar ser boa, ser amiga para tentar comprar a simpatia dos que a rodeavam.

Por anos teve a sensação de haver conseguido. Defendia, sofregamente, pessoas que todos detestavam, e ela as compreendia, agradava e sorria. E...essas pessoas a ridicularizaram.

Os bens materiais, poucos, foram escapando por entre os seus dedos, outros lhe foram arrancados das mãos sutilmente ou por franquia e fraqueza de uma porta aberta por onde ela saiu para jamais voltar.

A coisa a tomou para si...

***

Sonia Regina/1994

domingo, 18 de abril de 2010

MEU SONHO


Meu grande sonho, o maior,
é voltar à casa branca
com as janelas azuis ,
floreiras por todo lado

Sol lavará as janelas
aquecendo-me as manhãs.
Roupa a secar no varal;
vento a dançar no quintal.

O dia começa cedo
e cedo a noite se esvái
na minha casa aquecida,
com floreiras coloridas
rente às janelas azuis
da casa branca querida.
***

Sonia Regina/1993

domingo, 11 de abril de 2010

OPÇÃO



Nasci mulher,
nasci em Niterói!

Terra cheirosa:
brisa do mar,
sabor a sal,
dias premiados
em felicidade.

Nasci mulher,
nasci em Niterói!


Meus melhores momentos
lá,ainda permanecem:
a melhor rotina,
a maior beleza,
todas as certezas,
o maior amor!

Nasci melhor,
nasci mulher,
nasci em Niterói!

Pra lá vou regressar
e me reencontrar.


Só porque escolhi
e sei o que afirmo:
nascer mulher,
nascer em Niterói!

***

Sonia Regina

segunda-feira, 5 de abril de 2010

POUCO AMOR NÃO É AMOR....


Amor que destrói e mata os sorrisos e os cantares não existe.

Amor que não traça projetos e não acalenta sonhos é falso.

O amor constrói, protege, enaltece.

Amor não humilha, não magoa, não assusta.

Amor é confiança, admiração, companheirismo; é avistar-se os mesmos horizontes.

"Pouco amor não é amor!".

***


Sonia Regina/1994

terça-feira, 30 de março de 2010

A GAIOLA


Não quero te prender,
te engaiolar;
não quero com meus zelos
matar o teu cantar.

Quero-te livre,
solto,asas abertas
voando bem alto.

Assim pensava
seria meu sentimento.

Entretanto,eu mesma,
criei pra ele prisão
em meu castelo;
podei suas asas
abafei seu canto,
jamais o deixei voar.

Hoje,ao perceber
o erro cometido,
tentei libertá-lo.

Inútil tentativa:
estava velho,
mudo e morto.

****

Sonia Regina/1990

quinta-feira, 25 de março de 2010

ESTOU FORA



Estou fora...
estou saindo,
apenas com o que me dei:
meus livros, discos, viola,
cristais, lembranças e linhas.

Estou fora...vou saindo...
me basto;a mim me suporto,
sem tristezas,nem lamúrias.

Adeus é o que lhe deixo
e tudo que já deixei:
uma vida quase inteira...
meus sonhos,minhas esperas.

Vou partindo,me levando
pra lugar que a mim pertence
que ninguém vai invadir.

Vou seguir,agora em frente,
podendo erguer a cabeça,
escutar minhas canções,
conquistar novos amigos,
sem me envergonhar de nada,
sem ter medo de você.

Estou fora...estou saindo...
Não mais tardes tão vazias,
dias inteiros de sol,
perdidos,jogados fora.

Estou fora...estou partindo,
saindo vou sem bagagem,
vou nessa minha viagem,
vou embora de você!

***


Sonia Regina/1992

terça-feira, 23 de março de 2010

UM JEITINHO BRASILEIRO?


Amigos queridos!


Há algumas semanas o blog está sem caixa de edição de postagens.
Solicitei "N" ajudas ao Blogger e nada surtiu resultado...ate que um usuário sugeriu, por estar com o mesmo problema, que eu colocasse outro administrador no blog, o que dera certo para ele.
Foi o que fiz!
De agora até que o Blogger me apresente uma solução quem administra meu blog é a Gabi.
Não sei bem o que irá acontecer mas, ao menos tenho todas as edições de meus posts debaixo de minhas vistas...
Será???


Um beijo com muitas saudades!!



Sonia Regina.

terça-feira, 16 de março de 2010

OLHO POR OLHO

Os problemas persistem e eu sou teimosa...O trabalho para postar o texto é triplicado...mas o resultado é bem gostoso!!!!

**************************************************************************************************************************************************************************



Tristeza só atrapalha, pensemos nisso...Corações lamentosos, então, nada resolvem. Nunca estamos sozinhos e devemos sorrir mesmo que seja interiormente. O sorriso lava a alma, ilumina o rosto e afasta todos que desejem nos oprimir.

Deixemos o coração leve sem nos preocuparmos com quem queira nos atingir...Pensemos que essas pessoas, no momento em que nosso pensamento se entristece com elas podem estar sorrindo e sequer lembrando-se que existimos. Apesar de fragilizados nessas situações, jamais estamos sozinhos.

Tornamo-nos uma brisa que o vendaval não deixa que nos apercebamos dela. No entanto, quando ele se vai a brisa permanece.

Sejamos perseverantes, não desanimemos: os cães ladram e o sol jamais deixa de brilhar por causa do ruído que fazem.

Acalmemo-nos e cuidemos de quem precisar, realmente, de nós. Dos outros, Deus,em sua soberana justiça saberá cuidar.

Olho por olho, dente por dente e tudo que nos for tirado, injustamente, nos será restituído com juros...


Sonia Regina, 22/03/1997

domingo, 14 de março de 2010

YO NO CREO EN BRUJAS....



Há quase duas semanas meu editor de postagens, simplesmente sumiu... Inocentemente pensei: -Erro do Blogger que logo será corrigido!




Já perdi a conta de quantos recados enviei para a administradora do Blogger e ninguém consegue colocar o tal editor no ar.




Sigo todos os conselhos que recebo como deletar cookies e arquivos temporários, trocar de navegador...e nada!!!




Para minha triste surpresa hoje, melancolicamente dei uma passadinha para verificar como andavavam as "providências" e o contador de visitas havia ido para o "espaço" com o comunicado de defeito...




Sou teimosa e procurei por outro contador que é este que está no ar.




Tudo muito esquisito...tudo muito misterioso...




Pergunto-me:- Como uma administradora de blogs não consegue recolocar uma página que ela mesma colocou no ar e conforme ela mesma declara foi um erro e me pede desculpas pelo transtorno.




Enquanto nada acontece continuarei a postar pedindo desculpas caso ocorram eventuais erros que não poderão ser corrigidos e por via das dúvidas providenciei alhos para ver se amedronto às bruxas!




Um beijo muito carinhoso a todos e continuo aceitando ajudas e conselhos!




Sonia Regina.

quinta-feira, 11 de março de 2010

MINHAS DESCULPAS!!!!


Amigos queridos!


Perdoem-me a ausência...Sérios problemas no editor de postagem do meu blog.Tenho tentado todos os recursos mas o Blogger não tem resolvido...quero acreditar que estejam tentando.


Se algum de vocês souber como se resolvem problemas como este me ajudem!!!


Espero logo estar de volta!!!


Por favor, não me esqueçam!!!


Um beijo a todos!!


Sonia Regina.

segunda-feira, 8 de março de 2010

A CÚMPLICE

Minha homenagem a todas as mulheres deste universo através dos versos do menestrel!

**********************************************************************************


Eu quero uma mulher
que seja diferente
de todas que eu já tive,
de todas tão iguais

que seja minha amiga,
amante, confidente
a cúmplice de tudo
que eu fizer a mais.

No corpo tenha o Sol,
no coração a Lua,
a pele cor de sonho,
as formas de maçãs,
a fina transparência,
uma elegância nua,
o mágico fascínio,
o cheiro das manhãs.

Eu quero uma mulher
de coloridos modos
que morda os lábios
sempre que for me abraçar...

No seu falar provoque
o silenciar de todos
e seu silêncio obrigue
a me fazer sonhar...

Que saiba receber
que saiba ser bem-vinda
que possa dar jeitinho
a tudo que fizer
que ao sorrir provoque
uma covinha linda...

de dia, uma menina
a noite, uma mulher.


Juca Chves,postado por Sonia Regina.