QUEM SOU EU...


"Ninguém pode calar dentro em mim esta chama que não vai passar, é mais forte que eu e não quero dela me afastar....



Eu não posso explicar quando foi e nem quando ela veio, mas só digo o que penso, só faço o que gosto e aquilo em que creio..."(Maysa)



Com as outras dores fazem-se versos...com as que doem,grita-se! (Fernando Pessoa)













Quem "grita" como eu......

NITERÓI, LUGAR ENCANTADO!!!

NITERÓI, LUGAR ENCANTADO!!!
Luar dando espetáculo na praia da Boa Viagem!"

quarta-feira, 21 de julho de 2010

"AO VENCEDOR...AS BATATAS!!!"


Aos seus infernos
venceu a todos, sozinha.

Não encontrou lenço
que lhe secasse os olhos,

não encontrou mãos
que se estendessem;

não encontrou arma
a si oferecida
que lhe facilitasse a luta;

sequer um soluço
exalou-se por suas dores
ou cajado foi-lhe ofertado
para facilitar seus passos no caminho;

nenhuma cantiga entoou-se
para conciliar seu sono.

Aos seus infernos
venceu a todos, sozinha,
nenhum afago,
nenhum aceno,
nenhuma lágrima.

A luta foi dela,
a ela cabem as glórias,
ela merece o prêmio de
viver feliz!


Aos seus infernos
venceu a todos, sozinha!


****


Sonia Regina/1987

21 comentários:

Pérola disse...

A gente vence sim e mesmo pq,ninguém pode fazer isso por nós.
Eu adorei minha querida.
Obrigado pelo carinho do comentário.
Beijokas milllllll.

Luanda Melo dos Santos disse...

Oi oi...qnto tempo hei sem vir aqui!!!!
Vim te desejar a paz necessária ao seu coração.
Um grande abraço confortador.

Bjos

Sonhadora disse...

Minha querida
Um belo poema, de quem sózinha venceu os medos as dificuldades a solidão...nos dias e noites que parecem muitas vezes não terem fim.

Deixo-te o meu carinho e um beijinho

Sonhadora

Amiga do Cafa ( Celamar ) disse...

A luta é dentro de nós. Verdade. Lutamos todos os dias com nossos " infernos" interiores.
Me identifiquei muitíssimo com a sua poesia.
Seu comentário foi ótimo. Você tem razão.
Um grande beijo !

Cadinho RoCo disse...

Bravo!
Cadinho RoCo

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Lindo! Sônia!
Beijos*

*Vento do mar e o meu rosto no sol a queimar, queimar
Calçada cheia de gente a passar e a me ver passar
Rio de Janeiro, gosto de você
Gosto de quem gosta
Deste céu, deste mar, desta gente feliz

Bem que eu quis escrever um poema de amor
E o amor estava em tudo o que vi
Em tudo quanto eu amei
E no poema que eu fiz
Tinha alguém mais feliz que eu
O meu amor
Que não me quis

Valsa de uma cidade
Ismael Netto e Antônio Maria*

Tudo de bom!
Renata

carmen disse...

Sonia Regina:

Que lindo texto, bem característico de mulheres sós que teem que se virar sozinhas, engulir as trstezas e corre á luta!!!

Eu, que sou guerreira há muito tempo, mesmo sem escolha das minhas batalhas, me sinto, apesra de tudo, vitoriosa, afinal, criar dois filhos sozinha, sem a ajuda de ninguém...

Mas confesso que se não fossem as minhas lágrimas pela madrugada, na solidão do meus quarto, que Deus enxugava e as transformava em Paz, força e serenidade diante de tudo que estava acontecendo, ttnho a certeza de que seria tudo, menos vencedora, pois Ele me deu força, alegria em meio a batalhas imensas...

E agora, criando uma nova filhota, em plena pré-adolescência, vou precisar de muitomais coragem, paciência e força para enfrentar esta empreitada...

Que você possa colher os louros da vitória, amiga!!!

bjs carinhosos

Ana Martins disse...

Boa noite Sónia Regina,
este poema parece-me o desabafo de uma pessoa muito forte a quem a vida já pregou algumas partidas.

Adorei minha amiga, e fico feliz que seja uma vencedora.

Beijinhos,
Ana Martins
Ave Sem Asas

Viviana disse...

Querida Sónia

Mulher sofredora, determinada, lutadora,decidida, sábia,e...VENCEDORA!

"A luta foi minha,
a mim me cabem as glórias,
a mim me cabe o prêmio de viver feliz!"

Sim, amiga!

Tem razão!

Usufrua o prémio!

VIVA FELIZ!

Eu, aqui de longe, mas muito perto...me alegrarei com isso.

beijos

viviana

Vanessa Souza Moraes disse...

Dores e delícias...

Sandra Botelho disse...

A força vem de Deus querida, Ele nos apóia e ama.
bjos achocolatados

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga

Hoje estou passando para agradecer
a sua amizade.
Amizade que torna a vida preciosa.
Que enche de cores as minhas palavras.
Que me faz ainda mais feliz,
com o afeto distribuído
a cada visita,
a cada comentário
e a cada palavra escrita
no livro dos meus dias.

Sua amizade me faz melhor.

Barbara disse...

UM VIVA A ISSO !

neli araujo disse...

Soninha querida,

Entendo bem esta tua luta, linda!

Que a sua situação se reverta, amiga! Até aqui pode ter sido assim...mas espero de coração que haja um novo começar na sua vida!

Todos precisamos de um alguém que nos console, que nos ouça, e que seja solidário à nossa causa!

Gosto muito de ser sua amiga, Soninha! Fica bem, linda!

beijo carinhoso,

neli

Dinah disse...

Sonia, amiga meio-desaparecida,

Hoje andei pelo meu ORKUT e encontrei sua mensagem de aniversário.

Tenho dificuldades de me contactar por aquele endereço!!!!!!!

Prefiro o blog Vamos Cirandar, e é lá que quero te "ver"!!!!!

Muita saudade das suas contribuições.

Um beijo agradecido,
Dinah

AFRICA EM POESIA disse...

SAUDADES



TELEFONE



Toca o telefone...
Toca sem parar
Deixo-o tocar
Mas depois...
Vou...
E quando lhe pego
Nunca mais toca...
Alguém estava...
Mas não queria estar...
Do outro lado de lá
Ouvi suspirar...
E fiquei a pensar...
Porque será?
Que se passará?
E continuo à espera...
Que ele volte a tocar!...


LILI LARANJO

Carmem disse...

Ai Sonia, que dor tão grande passas neste poema, amiga!
"não encontrou lenço...
não encontrou mãos...
sequer um soluço..."

É aterrador, mas o compreendo tão bem, entro nele e ele em mim, numa simbiose perfeita.
Poderia ser meu grito.
Como poderia ser o de qualquer Maria, Ana, qualquer mulher, que por qualquer nome se desse!

Mas mulher sofrida, que conhece angústia da luta desigual, da solídão no meio de tantos!

Mas, se me permites o atrevimento, parece-me este poema ser inspirado por grande desgraça, por dor inominável que trespassou a alma do poeta que quer gritar, gritar bem alto, de modo a Deus ouvir!

Adoro-te, Sonia... mesmo sem café

bjão

Jucemir disse...

Se deixe disso, menina.
Assim acabas em Barbacena trocando figurinhas com Rubião, e ele te chamando de Sofia.
Não vale a pena.

Jucemir

...EU VOU GRITAR PRA TODO MUNDO OUVIR... disse...

Jucemir!!!

Se fosse algum poeta famosos a falar de seus "infernos",não faria comentário tão "engraçado!!!!


Sofia Regina

Jucemir disse...

“Se fosse algum poeta famoso”

Tu que pensas...
...Se Fernando fosse hoje e tivesse blogue, eu ainda me extasiaria com “Poema em Linha Reta”, “Aniversário” e “Tabacaria”, porém, comentaria: ”Gajo, não te leves tão a sério e modera um pouco nas destiladas”.
Se ele se dignaria a responder é outra história.
Já Sônia, moça educada e sempre paciente, não se furta a retrucar minhas besteiras... Fico feliz.
Bolinha de papel lançada de elástico. (Faz tempo que não mando uma.)
Jucemir

...EU VOU GRITAR PRA TODO MUNDO OUVIR... disse...

Jucemir!

A moça em questão não é tão educada assim...melhor,atualmente,designá-la como irritada!!!

Fernando não lhe responderia mesmo pois estava muito ocupado multiplicando-se em seus vários
estilos de "poetar".

Apesar de suas implicâncias fico muito feliz quando vem me ver...e se eu não me levar a sério quem o fará?

Com esta bolinha de papel vai ficar de castigo após a aula!!!

Meu carinho!

Sonia Regina.