QUEM SOU EU...


"Ninguém pode calar dentro em mim esta chama que não vai passar, é mais forte que eu e não quero dela me afastar....



Eu não posso explicar quando foi e nem quando ela veio, mas só digo o que penso, só faço o que gosto e aquilo em que creio..."(Maysa)



Com as outras dores fazem-se versos...com as que doem,grita-se! (Fernando Pessoa)













Quem "grita" como eu......

NITERÓI, LUGAR ENCANTADO!!!

NITERÓI, LUGAR ENCANTADO!!!
Luar dando espetáculo na praia da Boa Viagem!"

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

POEMAS PARA NINGUÉM




Passara a vida
escrevendo poemas
pra ninguém ler,
sem ninguém saber.

Linhas e linhas riscadas:
seus pensamentos,
nem sempre claros,
por medo de que alguém,
um dia, os decifrasse.

Palavras, sentimentos sem retorno
guardados, mascarados, sem razão.
Sentimentos seus,
livres, nascidos lá, dentro dela.

Arrependera-se por não ter
aceito o amor que lhe fora oferecido,
o único real,o único fiel!
Quando o descobriu
a morte, sempre à espreita,
já o tomara de si.

Linhas que escreveu
e que ninguém lerá.
Só ele, o amor amigo,
com o poder que lhe confere
a eternidade, sabe que
aqui está, só de passagem,
e que, por ela poderá esperar.

Saberá, finalmente, o que seja amar!!!

Sonia Regina/1989

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

...que saudades da Amélia!!!


Existe um sambinha sem-vergonha que sempre me irritou profundamente e que durante muitos anos ouvi ser cantarolado, assobiado e muitas vezes ressoava em meus pensamentos mesmo com a casa em silêncio. Pensando neste sambinha machista escrevi esta crônica (?) para que as Amélias pudessem "gritar" seus verdadeiros sentimentos...Ainda bem que elas estão em extinção, embora ainda existam...


*************************************************************************************

Que tristeza é essa que me estraçalha a alma, ela se perguntava?

Sentia-se rasgada em pedaços e parecia que os perdia pela casa: na área de serviço, nas lavagens do banheiro, sugados pelo cano do aspirador.

Seus melhores pedaços desceram pelo ralo da pia da cozinha. Pouco a pouco nada mais ia restando, tudo ia dissolvendo-se como a esponja da pia.

O que mais a afligia é que só se sentia bem na cozinha, no banheiro, no varal de roupas, com o aspirador nas mãos.

Dias havia em que gostaria de balançar-se no varal, junto às roupas coloridas para que a brisa secasse, docemente, suas lágrimas.

Outros queria estar pelo chão para que o aspirador sugasse o pó acumulado nos cantos escuros de sua alma e ela pudesse mostrar-se límpida.

Quem sabe, o amaciante de roupas tornasse menos ásperos, mais macios os seus sentimentos?

Pouco a pouco transformava-se numa utilidade doméstica.

Só uma dúvida: quem se encarregaria de seu uso e manutenção? Existiriam Oficinas Autorizadas para consertá-la e técnicos habilitados a isto?
*

Sonia Regina/1994

terça-feira, 22 de setembro de 2009

Despercebida...



"Gostaria de passar despercebida.

Não era questão de gostar. É que não sabia.

Fazia com naturalidade o que alguém precisava fazer.

Dizia com insistência o que muitos preferiam não ouvir.

Quando a escutavam, diziam que falava muito alto.

Quando não a ouviam, será porque não falara?

Quando silenciava, atribuiam a algum propósito o seu silêncio.

Nunca tivera outras intenções senão as que declarava.

Muito vista, e pouco conhecida, creio que assim ficará até morrer.


Mas nunca passará em silêncio pela vida catando, para arvorar como insígnia os sinais de alienação."

*
Desconheço o autor, postado por Sonia Regina/1996

quinta-feira, 17 de setembro de 2009

ALMAS PERFUMADAS

Recebi este texto da minha amiga Elaine Siqueira Gonçalves,do orkut que é um doce de pessoa e pensei em todos vocês que me visitam sempre com palavras deliciosas que me aquecem o coração!!!

****************************************************************************



Tem gente que tem cheiro de passarinho quando canta. De sol quando acorda. De flor quando ri. Ao lado delas, a gente se sente no balanço de uma rede que dança gostoso numa tarde grande, sem relógio e sem agenda.

Ao lado delas, a gente se sente comendo pipoca na praça. Lambuzando o queixo de sorvete. Melando os dedos com algodão doce da cor mais doce que tem pra escolher. O tempo é outro. E a vida fica com a cara que ela tem de verdade, mas que a gente desaprende de ver.

Tem gente que tem cheiro de colo de Deus. De banho de mar quando a água é quente e o céu é azul. Ao lado delas, a gente sabe que os anjos existem e que alguns são invisíveis.

Ao lado delas, a gente se sente chegando em casa e trocando o salto pelo chinelo. Sonhando a maior tolice do mundo com o gozo de quem não liga pra isso. Ao lado delas, pode ser Abril, mas parece manhã de Natal do tempo em que a gente acordava e encontrava o presente do Papai Noel.

Tem gente que tem cheiro das estrelas que Deus acendeu no céu e daquelas que conseguimos acender na Terra. Ao lado delas, a gente não acha que o amor é possível, a gente tem certeza. Ao lado delas, a gente se sente visitando um lugar feito de alegria. Recebendo um buquê de carinhos. Abraçando um filhote de urso panda. Tocando com os olhos os olhos da paz. Ao lado delas, saboreamos a delícia do toque suave de sua presença soprando nosso coração.

Tem gente que tem cheiro de cafuné sem pressa. Do brinquedo que a gente não largava. Do acalanto que o silêncio canta. De passeio no jardim. Ao lado delas, a gente percebe que a sensualidade é um perfume que vem de dentro e que a atração que realmente nos move não passa só pelo corpo. Corre em outras veias. Pulsa em outro lugar.

Ao lado delas, a gente lembra que no instante em que rimos Deus está conosco, juntinho ao nosso lado. E a gente ri grande que nem menino arteiro.

Tem gente como você que nem percebe como tem a alma Perfumada! E que esse perfume é dom de Deus.
*******************************************************************************

***Em pesquisa nos sites literários da Internet encontrei dualidade de autoria deste texto. Alguns citam Carlos Drummond de Andrade como autor e outros Ana Jácomo.Em vista deste fato cito os dois escritores e se alguém me der a certeza da autoria do texto ficarei agradecida.Seja de quem for é delicioso!!!! ***

postado por Sonia Regina.

*

terça-feira, 15 de setembro de 2009

VOANDO



Não quero mais sonhar! Quero viver!

O impossível se acaba em si mesmo!
Nada modifica sua essência.

Cada ser é moldado em sua fôrma própria.
Óleo e água não se misturarão jamais.

Como alcançar as estrelas sem se abandonar o chão?
Minhas estrelas, lá, onde desejo chegar são distantes e muito altas.
Preciso de coragem para começar a subir.

Solto as amarras como um balão de gás e me deixo voar:

lá vou eu...

Sonia Regina/1983

domingo, 13 de setembro de 2009

DECLARAÇÃO DE DIREITOS



Tenho, sim, o direito de ser livre, desde que, com meu voo de liberdade não arraste ninguém ao precipício.

Tenho, sim, o direito de seguir adiante, desde que, com minha corrida para a frente não atropele os passos de meu semelhante.

Tenho, sim, o direito a novas emoções, desde que, com meus sentimentos não estraçalhe sentimentos antigos e inteiros de quem quer que seja.

Tenho, sim, o direito de viver feliz, desde que, esta felicidade não se alicerce na tristeza do outro.

Tão difícil...Alguém ,sempre, sairá ferido...

Sonia Regina/1993

quinta-feira, 10 de setembro de 2009

CRIAR UM BLOG...PORQUÊ?


Sandra, do blog Curiosa, que está fazendo um ano no ar lançou a ideia para que hoje todos os inscritos postassem sobre os motivos que nos fizeram criar um blog. Como me inscrevi, segue o meu relato.


*****************************************************************************


Até um ano atrás, mais ou menos, só abria o computador para jogar paciência (uau!!!!!). Por sugestão dos filhos que disseram: pode mexer, mãe, ele não vai mordê-la, você é quem poderá destroçá-lo...

Pensei na possibilidade e minha curiosidade venceu...Sempre ouvira falar em blogs na TV, lia nos jornais sobre o blog de fulano e beltrano. Procurei saber do que se tratava e me interessou.

Toda a vida gostei, e muito, de escrever sobre tudo que sentia e o que escrevia era escondido, pois vivi, por muitos anos sufocada, reprimida, e meus escritos eram minha válvula de escape. Quando encontrados eram rasgados...

Um dia, como já relatei em um post, "virei a mesa", aluguei um apartamento, me mudei e saí da gaiola.

Voltando aos blogs,e já sabendo que poderia escrever nele o que desejasse, lembrei-me de meus textos e poemas e resolvi que desejava ter um blog também do qual só sabia o nome: ...eu vou gritar pra todo mundo ouvir...Nem preciso explicar porquê,rsrsrs!!!

Era chegada a hora de dizer tudo que ficou escondido por tantos anos!!!

Comuniquei a meus filhos que disseram: -Mãe e você sabe fazer um blog?

Não, eu não sabia e resolvi perguntar ao "Papa", o Sr.Blogger que me mostrou o passo a passo e após 17 tentativas eis que surgiu na tela o que eu desejava ver: meu coração disparou e nesta noite nem dormi de tanta alegria por haver conseguido.

Cada texto que colocava era uma festa para minha alma. Se observarem as datas em que foram escritos, a maioria é antigo e fala de sentimentos que já se foram com o tempo mas permaneceram em minha memória e em meu coração.

Ainda há muitos textos e poemas a publicar e com o blog soltei as rédeas do corcel que cavalgo pela vida e deixo que galope por onde lhe dá vontade.

Com o blog minha voz está sendo ouvida, comentada e descobri outras pessoas que muito tem a dizer, como eu.

Posso também exibir os textos de autores que admiro e descobrir as delícias dos recursos ( que não domino) possíveis nesta forma de comunicação.

Hoje, escrever e ler neste espaço é uma das maiores alegrias pessoais e particulares que saboreio.

Pretendo por muito tempo ainda...gritar pra todo mundo ouvir...

Sonia Regina.

segunda-feira, 7 de setembro de 2009

A INVASÂO DOS DOWNIANOS



Costumo visitar o blog "Xiita da Inclusão", de Fábio Adiron, aonde os textos são, sempre, perfeitos, sérios e com um raro humor. Não resisti, ao ler este e quero partilhá-lo com os meus amigos. Espero que me entendam!!!


**************************************************************************






Imagem:grupo de alienígenas verdes do filme Galaxy Quest.
***************************************************************************


Recentemente li um artigo que finalmente me trouxe todos os esclarecimentos que eu precisava a respeito da Síndrome de Down, assunto que me interessa desde o nascimento do meu filho há mais de 10 anos.

A revelação veio através de um desses muitos artigos bem intencionados mas, totalmente desinformado, o que comprova a tese que sempre ouvi da minha mãe que de boas intenções o inferno está cheio.O artigo se referia às pessoas com síndrome de Down como os “downianos”.

É isso! Rapidamente constatei, eles não são seres humanos, mas extra-terrestres, vindos diretamente do Planeta Down, que deve ficar na galáxia de Cromossômica.Os seres desse planeta, assim como se crê sobre os incas venusianos, são todos iguais. Seja de aparência, de comportamento ou capacidade.

É verdade que, apesar de 97% deles terem material genético adicional no cromossomo 21, não significa que todo o resto da sua genética é idêntico. Quem vê de fora não percebe.Duro é que muita gente que vê de dentro também não percebe isso.

Mas existem outras características comuns ao “downianos”, todos são sensíveis a um determinado tipo de minério, a hypotonita. Por outro lado são mais resistentes a determinados tipos de tumores o que tem levado os pesquisadores a querer entender melhor o tal do terceiro cromossomo.

Os downianos já frequentam a Terra há centenas de anos mas, nas últimas décadas começaram a ter algumas mudanças de comportamento significativas.Uma delas é que passaram a resistir mais tempo ao ambiente hostil que os cercava e, atualmente, vivem mais.

A mudança mais significativa, no entanto, é que, de pouco tempo para cá, eles começaram a invadir disfarçadamente os espaços dos seres comuns e, com isso estão adquirindo características quase humanas.Acreditava-se que nenhum deles conseguiria aprender a respeito da cultura dos terráqueos, especialmente da educação formal. Por incrível que pareça, todos aqueles que se infiltraram nas escolas comuns começaram a aprender. Alguns mais que os outros, mas os terráqueos também não são assim?

Os ufólogos afirmavam que os downianos não tinham capacidade de abstração, que nunca aprenderiam álgebra e que, no máximo, poderiam ser treinados para tarefas repetitivas. Os downianos escolarizados estão derrubando todos esses mitos.Esse comportamento está deixando os ufólogos em pânico. Percebem que podem perder os seus empregos e, especialmente, as verbas secretas que os governos lhes concede para manter os downianos segregados.

Se os órgãos oficiais não colocarem uma ordem nessa bagunça, daqui a algum tempo os downianos vão querer ter até os mesmos direitos que os humanos.


Fábio Adiron, postado por Sonia Regina.


******************************************************************
Esta é a Gabi, minha "downiana" no frescor de seus 30 anos, realmente ameaçadora!!!!





Sonia Regina.

sábado, 5 de setembro de 2009

PENSANDO





Quando penso em você
fico sozinha:
só de presenças, de pessoas,
jamais de sentimentos.
Nesses momentos afloram
meus "sentires" mais
ricos, mais verdadeiros.

Quando estou comigo,
com o passado tão presente,
mais rica me sinto,
mais feliz, mais inteira.

Quem tem lembranças
doces,ternas e felizes
como as que vivem comigo
jamais estará só!

Sonia Regina/1999

terça-feira, 1 de setembro de 2009

SONHOS VAZIOS



Admirava-se com a capacidade de ainda ter sonhos... Aqueles sonhos que não se sonham mais, assim como alguns trajes que insistia em guardar no armário.

Sabia que jamais tornaria a usá-los, uma força maior a impedia de se desfazer deles.

Insistia em seus sonhos rosados, em falsos sorrisos embrulhados em papéis coloridos, envolvendo caixas vazias.

Precisava aprender a recusar seus próprios sonhos; precisava lembrar-se que eram embalados por canções de ninar que à ninguém fazia adormecer, que dirá sonhar...

Sonia Regina / 1991



***************************************************************







Este selinho me foi passado pela Anabela de Pedaços de Mim e tem um meme para ser respondido que é bem simples.

Responda e repasse
para cinco blogs de amigos leitores.

Vamos para as perguntas:

1)Que livro está lendo ou qual o último que leu?
-Estou lendo : A Lei dos Varões de Maurice Druon

-Último que li : A rainha Estrangulada de Maurice Druon

2)Qual livro preferido?
-Os Pilares da Terra de Ken Follet

3)Um livro que não consegue terminar de ler?
-Jamais consegui ler os livros de Jorge Amado

4)Aquele que não sai de sua cabeceira?
-O Evangelho Segundo o Espiritismo de Allan Kardec

5)Escritor preferido?
-Florbela Espanca,Ken Follet,Rosamunde Pilcher,Fernando Pessoa

6)Eu recomendo?,
-Pilares da Terra,Mundo sem Fim ambos de Ken Follet

7)Eu não recomendo?
-Pornografia.

8)Passa este selo para quem?

-Angela Guedes, Neli de E O Pensamento Voa, Sandra de Curiosa, Kariny de Menina Robô e Carmen de Anseios da Alma.


Espero que apreciem a brincadeira!

Sonia Regina.