QUEM SOU EU...


"Ninguém pode calar dentro em mim esta chama que não vai passar, é mais forte que eu e não quero dela me afastar....



Eu não posso explicar quando foi e nem quando ela veio, mas só digo o que penso, só faço o que gosto e aquilo em que creio..."(Maysa)



Com as outras dores fazem-se versos...com as que doem,grita-se! (Fernando Pessoa)













Quem "grita" como eu......

NITERÓI, LUGAR ENCANTADO!!!

NITERÓI, LUGAR ENCANTADO!!!
Luar dando espetáculo na praia da Boa Viagem!"

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

FIM DE SEMANA


Sabe-se que nada é acaso...

Inicia-se o final de semana do qual não sou muito amiga....

Encontrei este poema, letra de uma canção que eu poderia ter escrito hoje, se já não o tivessem feito...

************************************************************************************




Outra vez é o mesmo vazio
de uma segunda-feira,
tarde vai se arrastando pra noite
pra chegar terça-feira.

Pelo vidro da minha janela
já não faz diferença...
Mais um dia de sonho e de espera:
jogo de paciência!

Quarta-feira adormeço sem graça:
mais um dia e você nem ligou...

Quinta-feira, de orgulho ferido
eu nego esse amor!!!

Sexta-feira amanheço ansiosa:
passa o dia e nenhuma lembrança...

Bate sábado, então perco a pose:
choro feito criança!

Fim de semana, eu sem você...
Quanta saudade...
Cadê você?

Some no mundo, só vem quando quer
e nem mesmo me chama...

Fim de semana, eu sem você...
Quanta saudade!!!
Cadê você?


Já é domingo, eu aqui te esperando:
é mais um fim de semana!


Novamente me encho de sonhos:
recomeço a semana.

No amor não se mede ou se explica
a emoção de quem ama!
Ao deitar, fecho os olhos
e peço pra que algo aconteça...

Mas acordo e nada acontece:
nem segunda, nem terça...

Quarta-feira adormeço ...


*

Carlinhos Conceição e Michael Sullivan, postado por Sonia Regina.

terça-feira, 24 de novembro de 2009

ETERNAMENTE NOIVA




Há alguns anos resolvera noivar com a vida. Noiva eterna, assim seria nesta terra e, quem sabe após, para onde quer que fosse.

Noiva do que imaginou viver e que jamais aconteceu; noiva de seus sonhos não realizados; noiva de seus planos não concretizados; noiva das ilusões que imaginou, um dia, teriam outro nome; noiva de sua infância tão distante e perdida, não perdida não, permanecia nela, em sua saudade; noiva do sol, que tanto desfrutara; noiva da praia em dias de chuva quentinha, caindo em gotas grossas.

Noiva para sempre de tudo que poderia ter sido, de tudo que imaginou que concretizaria.

Noivado!!! Promessa entre um ser e a vida de viver-se o futuro como se idealizou. Enquanto o compromisso não se afirma o noivado permanece, mesmo que seja pela eternidade, de quem pode se esperar tudo, pois a infinitude do tempo nos acena a cada passo com as possibilidades que almejamos.

Resolvera explicar-se, embora achasse que não o deveria fazer, ao perceber que seu noivado causava estranheza e incomodava a algumas pessoas.

Era noiva do tempo, do tempo por quem passara e daquele por onde, ainda, passaria, aqui, ou em outra dimensão...Estar noiva é permissão integral para o que quer se deseje realizar.

É só esperar noivando, de preferência, com aliança no anular da mão direita.




Sonia Regina/1999

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

PIPAS, VENTOS E VIDAS...


A mocinha recebera de presente papéis coloridos, de seda, cola,tesoura, linha, varetas de bambu e a ordem do Universo para com o material construir três pipas de tamanhos variados e o mais bonitas possível.

Cumpriu a ordem com carinho e após alguns anos dirigiu-se à beira-mar para tentar empiná-las.

A primeira, o vento ajudando, voou de pronto, com enorme rabiola colorida e a mocinha, agora já mulher a admirava e segurando a linha lutava contra a força do vento e da pipa que já ia longe.

Repentinamente, numa lufada mais forte lá se foi a voar sozinha e à mulher só restou enrolar a linha e desejar que ela fosse longe e o fizesse bonito.

Em suas mãos duas pipas lhe restaram.

A segunda, também, lutava em se soltar e a mulher a prendia forte e, ao mesmo tempo, admirava seus volteios mais caprichosos, brincando de pega-pega com outras pipas mas sempre firme nas mãos de sua criadora.

Não mais que num sopro uma pipa estranha, com linha encerada no vidro partiu o cordão que prendia sua linda pipa cor de rosa e lá se foi ela a voejar atrelada à outra que a roubara.

Nas mãos da mulher ficou a terceira pipa, aquela construída com o finalzinho do papel colorido e que por isso não possuía a rabiola muito longa.

Além disso a mulher já conhecia todos os segredos de ventos, linhas enceradas e cortantes e segurou firme nas mãos sua pequena pipa azul de rabiola pequenina.

Até hoje se encontra a mulher pelas praças, praias, campos, por toda a cidade, a soltar a sua pipa fortemente presa em suas mãos.

Não se separarão jamais!

Sonia Regina/1999

terça-feira, 17 de novembro de 2009

SONHO MAIOR



Sonhar com a casa clara,
sonhar com filhos felizes,
sonhar com sobriedade,
compreensão e alegria.

Sonhar com a vida fluindo
em risos e amizades;
longe de gente mesquinha,
de falatórios banais.

Sonhar em pisar na grama
fresca,molhada de orvalho.

Sentir os cheiros que a brisa,
sempre, me traz com lembranças.

Uma rede na varanda...
um portão sem cerimônia
onde qualquer que nos goste
possa passar,sem licença
e tomar café na cozinha.


Sonia Regina/1993

sexta-feira, 13 de novembro de 2009

DECLARAÇÃO DE AMIZADE


O âmago do mistério da vida, o cotidiano, o miudinho, tudo aquilo que parece que não tem importância é a base, a trama de qualquer grandeza!"

Rose Marie Muraro, postado por Sonia Regina *************************************************************************************


AMIGO





"Não sei se a vida é curta ou longa demais para nós,
mas sei que nada do que vivemos
tem sentido se não focamos o coração das pessoas.

E isso não é coisa de outro mundo.
É o sentido da vida!
É o que faz com que ela não seja nem curta, nem longa demais.

Mas que seja intensa, verdadeira, enquanto durar.
Muitas vezes basta ser
colo que acolhe,
braço que envolve,
palavra que conforta,
silêncio que respeita,
alegria que contagia,
lágrima que corre,
olhar que acaricia,
desejo que sacia,
amor que promove."
*

Cora Coralina

************************************************************************************

"Declaração de Afeto"
A amizade é um sentimento, que chega devagarzinho pelos atos, pelo carinho, pela lembrança...E na net não é diferente, você visita um dia um blog, gosta, volta...E assim vai crescendo o número de amigos, das atenções recebidas e dos carinhos ganhos.

Funciona assim:

1) Escolhemos dez amigos para declarar a nossa amizade e os nomeamos num post.

2) Em seguida visitamos seus blogs e comunicamos a nomeação.

3)Cada um deverá nomear mais dez, e assim sucessivamente.

4)Não há selos ou prêmios, apenas nossa declaração sincera de afeto.

5)Se receber de volta é porque você realmente é considerada uma grande amiga.

6)Repasso para vocês com carinho e amizade!

Recebi da amiga Lú do blog Sonho de uma flauta!

Os blogs que eu indico:

- Angela Guedes

- Essencial

- Fragmentos de Jô

- Menina Robô

- Meu Mundo Quadrado

- E o Pensamento Voa...

- Olhai os Lírios do Campo

- Pedaços de Mim

- Simplesmente Jacy

- Sonho de uma Flauta

*

Sonia Regina

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

SEM VOCÊ


Só escrevia
porque você leria...

Só sorria
porque você veria...

Só corria
para lhe encontrar...

Só sonhava
para lhe contar...

E agora...
o que fazer sem você?

Sonia Regina.

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

MENINA DE DEUS



No caminho ensombrecido
passava a menina pobre,
pobre de amor,de carinho,
de cuidados,de atenção.

Pobre menina cansada,
que escutava o silêncio
e bebia da brisa fresca
que seu rosto acarinhava.

Vendo a menina tão triste
que por ali caminhava
tentei dirigir-lhe os passos
encaminhá-la a um abrigo,
ensiná-la a descansar.

Mas a menina perdida,
tão só,tão cheia de medos,
recusou a minha mão
perdendo-se na floresta
entre flores e silêncios
onde espera que sozinha
possa,em Deus confiar
e aprender a se amar.

Sonia Regina/1992

segunda-feira, 2 de novembro de 2009

ILUMINADA



"A mulher chegou para o marido

com o rosto completamente iluminado

e ele se irritou porque há muito

se esquecera como e onde se acendia essa luz.

E por mais que se esforçasse não conseguiu se lembrar.

A mulher iluminada foi se deitar ao seu lado

e ele passou a noite sem dormir porque se acostumara ao escuro"
*


Maria Lúcia Simões, postado por Sonia Regina.