QUEM SOU EU...


"Ninguém pode calar dentro em mim esta chama que não vai passar, é mais forte que eu e não quero dela me afastar....



Eu não posso explicar quando foi e nem quando ela veio, mas só digo o que penso, só faço o que gosto e aquilo em que creio..."(Maysa)



Com as outras dores fazem-se versos...com as que doem,grita-se! (Fernando Pessoa)













Quem "grita" como eu......

NITERÓI, LUGAR ENCANTADO!!!

NITERÓI, LUGAR ENCANTADO!!!
Luar dando espetáculo na praia da Boa Viagem!"

quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

CAMINHOS ABERTOS


Caminhos abertos,amigos queridos,neste ano de 2009 que raia.Que o ano lhe traga cuca boa,coração em paz,hormônios ativados.Caminhos abertos e passo leve,desses de japonesa ou bailarina.

Caminhos abertos em direçâo ao próximo.Que em 2009 o sentido profundo da descoberta do outro possa ser parte importante de sua vida.O outro é o maior mistério.Descobri-lo em amplitude e profundidade embora impossível é sempre possível.

Só se sabe do "outro",abrindo mão do contido.Somos pretenciosos:reduzimos o universo à visão que dele temos.

Abstrair totalmente o eu em função do outro é impossível,pois acarreta a perda de identidade que nos dá sentido e univocidade.Mas só vislumbrar o eu nos impedirá de ver o outro como ele é.E sem vê-lo jamais conviveremos.O difícil é conseguir chegar ao outro com o máximo de presença do eu.

Descobrir como fazê-lo será nossa tarefa em 2009.Caminhos abertos,amigos,porque é preciso remover os pedregulhos existenciais que rolam sobre o nosso humor e sobre nossa capacidade de tolerar e compreender as limitações de cada um.Que imensos tratores retirem o entulho que rola de nossa parte mais alta.

Caminhos abertos para descobrir o belo onde quer que se encontre,esconda ou revele.Tudo será mais belo se abandonarmos as nossas teorias sobre as coisas.É deixá-las fluir,sem as "classificar","entender","encapsular".Entreguemo-nos às coisas e ao mistério.Não os tentemos desvendar.

Deixemos que nos penetrem elas e ele e veremos brilhar a luz sem definição do encontro.Caminhos abertos para aprendermos a viver com o que não tem solução.A vida é plena de coisas sem solução!Há que se viver com elas.Há que deixar o errado,o imperfeito,o incompleto irem se fazendo.

Vida é processo,logo,construção permanente.Não há sistemas certos.Não há soluções,salvo momentâneas.Não há equilíbrio perfeito,só na morte.Há,sim,ânsia de tudo isso nos impulsionando a viver.

Que o ano de 2009 faça de sua caminhada um grito de liberdade,esperança e fraternidade!!!

Arthur da Távola,adaptado e postado por Sonia Regina.