QUEM SOU EU...


"Ninguém pode calar dentro em mim esta chama que não vai passar, é mais forte que eu e não quero dela me afastar....



Eu não posso explicar quando foi e nem quando ela veio, mas só digo o que penso, só faço o que gosto e aquilo em que creio..."(Maysa)



Com as outras dores fazem-se versos...com as que doem,grita-se! (Fernando Pessoa)













Quem "grita" como eu......

NITERÓI, LUGAR ENCANTADO!!!

NITERÓI, LUGAR ENCANTADO!!!
Luar dando espetáculo na praia da Boa Viagem!"

quinta-feira, 10 de setembro de 2009

CRIAR UM BLOG...PORQUÊ?


Sandra, do blog Curiosa, que está fazendo um ano no ar lançou a ideia para que hoje todos os inscritos postassem sobre os motivos que nos fizeram criar um blog. Como me inscrevi, segue o meu relato.


*****************************************************************************


Até um ano atrás, mais ou menos, só abria o computador para jogar paciência (uau!!!!!). Por sugestão dos filhos que disseram: pode mexer, mãe, ele não vai mordê-la, você é quem poderá destroçá-lo...

Pensei na possibilidade e minha curiosidade venceu...Sempre ouvira falar em blogs na TV, lia nos jornais sobre o blog de fulano e beltrano. Procurei saber do que se tratava e me interessou.

Toda a vida gostei, e muito, de escrever sobre tudo que sentia e o que escrevia era escondido, pois vivi, por muitos anos sufocada, reprimida, e meus escritos eram minha válvula de escape. Quando encontrados eram rasgados...

Um dia, como já relatei em um post, "virei a mesa", aluguei um apartamento, me mudei e saí da gaiola.

Voltando aos blogs,e já sabendo que poderia escrever nele o que desejasse, lembrei-me de meus textos e poemas e resolvi que desejava ter um blog também do qual só sabia o nome: ...eu vou gritar pra todo mundo ouvir...Nem preciso explicar porquê,rsrsrs!!!

Era chegada a hora de dizer tudo que ficou escondido por tantos anos!!!

Comuniquei a meus filhos que disseram: -Mãe e você sabe fazer um blog?

Não, eu não sabia e resolvi perguntar ao "Papa", o Sr.Blogger que me mostrou o passo a passo e após 17 tentativas eis que surgiu na tela o que eu desejava ver: meu coração disparou e nesta noite nem dormi de tanta alegria por haver conseguido.

Cada texto que colocava era uma festa para minha alma. Se observarem as datas em que foram escritos, a maioria é antigo e fala de sentimentos que já se foram com o tempo mas permaneceram em minha memória e em meu coração.

Ainda há muitos textos e poemas a publicar e com o blog soltei as rédeas do corcel que cavalgo pela vida e deixo que galope por onde lhe dá vontade.

Com o blog minha voz está sendo ouvida, comentada e descobri outras pessoas que muito tem a dizer, como eu.

Posso também exibir os textos de autores que admiro e descobrir as delícias dos recursos ( que não domino) possíveis nesta forma de comunicação.

Hoje, escrever e ler neste espaço é uma das maiores alegrias pessoais e particulares que saboreio.

Pretendo por muito tempo ainda...gritar pra todo mundo ouvir...

Sonia Regina.