QUEM SOU EU...


"Ninguém pode calar dentro em mim esta chama que não vai passar, é mais forte que eu e não quero dela me afastar....



Eu não posso explicar quando foi e nem quando ela veio, mas só digo o que penso, só faço o que gosto e aquilo em que creio..."(Maysa)



Com as outras dores fazem-se versos...com as que doem,grita-se! (Fernando Pessoa)













Quem "grita" como eu......

NITERÓI, LUGAR ENCANTADO!!!

NITERÓI, LUGAR ENCANTADO!!!
Luar dando espetáculo na praia da Boa Viagem!"

domingo, 18 de janeiro de 2009

O PÁSSARO


Como suportar dias sem te "ver"?
Como viver sem teu "sorriso",
teu jeito de falcão pronto pra voar?
Preciso de tua energia,
tua força, tua magia.
Queria-te, agora, ao meu lado,
só meu, no meu tolo brincar
de faz-de-conta.

Foste "entrando" em minha vida
sem licença,
invadindo cada pedaço de mim;
porque vivo em pedaços.

Fui fazendo-me forte,
fui crescendo, mesmo de mentira,
cada dia sendo mais tua.

Hoje, tanto te precisava
pra me energizar,
sem culpas, minha ou tua,
tua falta se fez.
Doeu não te "ver",
não "sentir" teu olhar.
Como te saber tão amado?

Te amo, sim,
te amo em tua "figura"
simples e terna,
forte e doce!
Ponho-me a imaginar
o "toque" leve de tuas mãos
em meu rosto, em meus braços...
e meus sonhos seguem adiante
até que eu adormeça...

Sonho com a segurança
ao lado da tua paz,
junto da tua força,
sabendo com o teu saber.

Se nunca mais eu te "visse",
por dias fatais ou "desencontros",
saiba que foram meus últimos
dias de emoção,
emoção unilateral,
sem volta, sem resposta,
sem que sequer saibas
que ela existe.

Mas meu coração bateu,
respirou, voou como garça,
tocou violão, acarinhou pássaros,
sempre contigo e em ti
sem que sequer o notasses.

Te amo, sem que o percebas,
sinto falta de "gestos" e "carinhos"
que não tive,
morrendo mais depressa
antecipando a dor
do nunca mais te "ver"...

Virá, então, a saudade
do pássaro mais doce,
mais leve, mais forte,
mais terno, mais colorido
e querido que já existiu!

***


Sonia Regina, fevereiro / 1990