QUEM SOU EU...


"Ninguém pode calar dentro em mim esta chama que não vai passar, é mais forte que eu e não quero dela me afastar....



Eu não posso explicar quando foi e nem quando ela veio, mas só digo o que penso, só faço o que gosto e aquilo em que creio..."(Maysa)



Com as outras dores fazem-se versos...com as que doem,grita-se! (Fernando Pessoa)













Quem "grita" como eu......

NITERÓI, LUGAR ENCANTADO!!!

NITERÓI, LUGAR ENCANTADO!!!
Luar dando espetáculo na praia da Boa Viagem!"

quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

SONS...VOZES...




Sons... Música, instrumentos de trabalho lá fora na rua, ruído de carros, zumbido do ventilador de teto, televisão que "fala"pra ninguém, motor da máquina da lavar, vozes, a voz...

Ah!a voz...Importantes aquelas que se ouve sem que se veja o rosto de quem nos fala.Vozes marcam, algumas a ferro, para mostrar a quem pertence certas almas.

Se pensamos no som da voz, na entonação,naquele modo peculiar de pronúncia que cada um tem, tempo retorna como uma onda nos levando no "caixote".

O tempo muda tudo: a aparência de todos, os sonhos(a maioria desaparece com ele), situações, personalidades- que se acomodam ou incomodam- e não mudou a inflexão de uma voz nem os sentimentos que provoca.

Ouvindo sua voz distante, parecia que era ontem, quando conversávamos, sempre às 20:30h. Neste ontem se vão quarenta anos.

Onde foi parar o que nos movia a nos falar todos os dias? Onde foi parar o interesse pelos assuntos um do outro? Será que foi apenas velado?

Sinto que reluta em desligar, insiste em explicar muitas vezes o mesmo tema e teimo em querer ouvir mais e mais, sabendo que vou adormecer com aquele som no coração, que será, então, aquecido do frio de que padece há quatro décadas...com saudade do que um dia fomos...

***


Sonia Regina / 1999