QUEM SOU EU...


"Ninguém pode calar dentro em mim esta chama que não vai passar, é mais forte que eu e não quero dela me afastar....



Eu não posso explicar quando foi e nem quando ela veio, mas só digo o que penso, só faço o que gosto e aquilo em que creio..."(Maysa)



Com as outras dores fazem-se versos...com as que doem,grita-se! (Fernando Pessoa)













Quem "grita" como eu......

NITERÓI, LUGAR ENCANTADO!!!

NITERÓI, LUGAR ENCANTADO!!!
Luar dando espetáculo na praia da Boa Viagem!"

quinta-feira, 29 de julho de 2010

APÓS A DOR...


Moça só...a sós,
envolvida em
macios lençóis
sente-se acolhida...
após a dor...

Moça só...a sós,
cercada em almofadas
de cetim que lhe
abraçam e aquecem...após a dor...

Moça só, a sós,
permite ao sono
achegar-se e
pouco a pouco
serenar seu coração...
após a dor...

Moça só sente-se
amimada, acarinhada,
aninhada...a sós,
entre almofadas e lençóis...

Após a dor!!


*****

Sonia Regina/2010




*****************************************************************************

Meu amigo e poeta Saulo Prado, deixou nos comentários este poema como resposta ao post "Após a dor..."


CAMINHO DE MULHER








Tanta dor ela semeou em seu coração
Se entregando ao homem chamado ilusão
E como um vampiro suga suas vitimas
Ele deixou nela doídas e profundas feridas

Mas ela traz consigo a força da mulher
E cada cicatriz ela transformou em fé
E como uma lagarta que vira borboleta
A dor semeada ela não fez colheita

E assim surgiu um novo horizonte
Ela usou a decepção como sua ponte
E após a travessia do seu vale de dor
Novamente ela se encontrou com o amor...

Saulo Prado

23 comentários:

Carolina Lauriano disse...

Que lindo poema!!
Por que todas as mulheres tem esse "pouquinho" de solidão, de tristeza? Identifiquei-me muito com essa moça do poema.

Abraços

Valter Montani disse...

Querida,

Obrigado pela visita e comentário durante meu período de férias. Tua presença me deixou feliz, volte sempre!
Hoje recomeço as atividades, devagarinho vou colocando as coisas em ordem. bjs

carmen disse...

Sonia Regina:

A dor da solidão é muito triste, mesmo... E cercada de lençóis de cetim, cobertas macias e quentes, a dor se torna menos dolorida...

Mas ultimamente tenho achado que é melhor ficar só, pois "antes só do que mal acompanhada"...

Mas, se aparecer "aquele cara", quem sabe??? rsrsrs

Bjs

fernanda,1bej disse...

que lindo :(

Mariana disse...

as vezes podemos estar a sós, mas não significa q estamos na solidão.Basta tirar o melhor de cada momento.

Vanuza Pantaleão disse...

Soninha, minha querida!
A solidão de uma moça não pode ser dividida e se esvai entre o sono e almofadas macias. Você se supera cada vez mais e eu sinto-me bem por estar contigo.

Acabei de falar no blog da Criss que eu poderia ter seguido a minha pauta de postagens normais, pois poderia dar margem a algumas interpretações tipo querer me promover sobre a tragédia de Eliza e seu filhinho. Mas, sinceramante, "fui obrigada" por minha consciência a fazer algo duro e dramático e foi quase insuportável, fiz três rascunhos para resumir o que eu queria passar. Eliza virou um símbolo, pois o seu espírito já se depurou com aquele martírio. Eliza, se existir um céu, tem que nele entrar e de cabeça erguida, sorridente.
Mestre Cartola é um Filósofo, muito mais que um compositor. Essa música se estende para muitas áreas da existência humana, pois o mundo é um moinho para todos nós e, principalmente, para os que não enxergam a nossa pequenez,a nossa real situação e missão nessa vida.
Ufa! Falei demais!Rsrs

Obrigada, moça linda de Niterói!!!Bjsss

Graça Pereira disse...

Um poema com uma ternura e doçura muito feminias...Gostei!
Beijo e bom fim de semana
Graça

SAULO PRADO disse...

Mas uma vez você foi inspiração estes meus versos são frutos do seu coração...

Caminho de mulher..


Tanta dor ela semeou em seu coração
Se entregando ao homem chamado ilusão
E como um vampiro suga suas vitimas
Ele deixou nela doídas e profundas feridas

Mas ela traz consigo a força da mulher
E cada cicatriz ela transformou em fé
E como uma lagarta que vira borboleta
A dor semeada ela não fez colheita

E assim surgiu um novo horizonte
Ela usou a decepção como sua ponte
E após a travessia do seu vale de dor
Novamente ela se encontrou com o amor...


Beijos minha doce amiga

SAULO PRADO disse...

Minha doce amiga não precisa publicar este comentario eu só vim aqui dizer que é uma grande honra para mim ter meus verso aqui em seu lindo Blog fique a vontade para postalo...

E muito obrigado pelo seu carinho e por esta linda inspiração...

Vanessa Souza Moraes disse...

Edredon macio é quase um abraço, rs.

ONG ALERTA disse...

Lindo, a magia que as muleres tem precisam saber usar...paz.
Beijo Lisette

AFRICA EM POESIA disse...

Senti o toque do telefone...
e vim a correr...

TELEFONE



Toca o telefone...
Toca sem parar
Deixo-o tocar
Mas depois...
Vou...
E quando lhe pego
Nunca mais toca...
Alguém estava...
Mas não queria estar...
Do outro lado de lá
Ouvi suspirar...
E fiquei a pensar...
Porque será?
Que se passará?
E continuo à espera...
Que ele volte a tocar!...


LILI LARANJO

Sonhadora disse...

Minha querida
Um belo poema, como a dor que vem sempre depois.

beijinhos com carinho
Sonhadora

Barbara disse...

Depois de ler tudo eu diria:
_ borboleta sobre algodão.

Lua Nova disse...

Quando nos livramos de uma dor emocional, é como se recuperássemos as asas que a alma, durante o flagelo, havia perdido. Nesse momento é bom estar a sós consigo mesma.
Sonia, acho que quando decidimos gritar, é bom termos o que dizer e, me parece, você tem muito o que dizer e sabe bem como fazê-lo.
Minha cara, convido-a a conhecer meu blog e tomar um chocolate comigo.
Um delicioso domingo.
Beijos.

Pelos caminhos da vida. disse...

Passando rapidinho só pra avisar que estou de volta.

Senti tantas saudades.

beijooo.

neli araujo disse...

Soninha querida,

Às vezes é muito difícil lidar com nossa solidão...podemos torná-la um pouco mais suave entre cetins e e acolchoados...

e tudo o que nos traga um pouco de aconchego, como um bom livro, um chocolate quente, uma música suave, um cachorro para nos receber com o rabo abanando...

e claro, o carinho dos amigos, como este lindo poema que o Saulo Prado te dedicou, linda!

Aceita meu beijo solidário, minha amiga!

Neli

Viviana disse...

Querida Sónia

Que dizer, amiga?

Poema belo! Muito belo!

Tal qual o seu coração...

Para quando a publicação de um livro?

Desculpe...mas terá que o fazer.

Peço desculpa por não aparecer por aqui há muito tempo, mas não tenho tido mesmo disponibilidade.
Primeiro foram os netos aqui em casa, agora são as obras na casa da aldeia, onde habitualmente passo os dias.

Obrigada por as suas amáveis visitas.

Quero-lhe muito bem...admiro-a muito.

Beijos

viviana

Valter Montani disse...

bom dia/boa tarde/boa noite com poesia para você!

Existe algo misterioso
no silêncio de seu olhar
que talvez nunca revele
pois, a mente feminina
é um perigoso enigma
que em vão, os homens
pretendem desvendar.
Mas, para quê conhecer
esse hermético segredo?
Se nosso grande objetivo
sempre por nós perseguido
é encontrar a felicidade
realizar nossos desejos.
Então, não faz sentido
compreender essa paixão!
O que interessa é o milagre
que dá sentido nessa religião.
Ao matar a sede dos corpos
em seu ato misericordioso
vai aos poucos libertando
seus devotos sequiosos
de um enorme desprazer
e, mesmo sem entendê-las
estamos libertos e felizes
duma existência triste e vazia
sem o amor de uma mulher!

Valter Montani

Natália disse...

Não sei qual dos dois é melhor...
Acho que o complemento ficou muito, muito lindo.
Parabéns amiga querida!

Jucemir disse...

Dor ambígua, aberta a diagnósticos.
Em princípio, não existe compromisso a priori entre escritor e leitor. Eu sou leitor: aqui fico especulando...

Jucemir

...EU VOU GRITAR PRA TODO MUNDO OUVIR... disse...

Jucemir!

Como leitor vai especular sobre nada que se pareça com a verdade que é por demais cruel...vai muito "além de sua vã especulação!!!!"

Sonia Regina.

orvalho do ceu disse...

Olá, querida
Muito ao contrário do conto de fada... nós ficamos a espera do que encanta a nossa vida... e tomara que não fiqemos infelizes para sempre...
Tenha muita paz interior e seja feliz e abençoada!