QUEM SOU EU...


"Ninguém pode calar dentro em mim esta chama que não vai passar, é mais forte que eu e não quero dela me afastar....



Eu não posso explicar quando foi e nem quando ela veio, mas só digo o que penso, só faço o que gosto e aquilo em que creio..."(Maysa)



Com as outras dores fazem-se versos...com as que doem,grita-se! (Fernando Pessoa)













Quem "grita" como eu......

NITERÓI, LUGAR ENCANTADO!!!

NITERÓI, LUGAR ENCANTADO!!!
Luar dando espetáculo na praia da Boa Viagem!"

quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

Quando estamos sozinhos,podemos dançar


O navio estava cheio de passageiros,muitos deles aposentados,todos animados para os próximos três dias de divertimento.

Na minha frente,no corredor acarpetado,vi uma mulher magrinha com uma calça marrom de poliéster,ombros curvados,cabelos louros e bem curtos.

Pelo alto-falante,a familiar Begin the Begine,com Artie Shaw.De repente,aconteceu uma coisa maravilhosa.

A mulher,sem perceber que havia alguém atrás dela,começou a balançar e sacudir.Estalava os dedos.Girava os quadris.Fazia passos rápidos e graciosos-para a frente,arrastando os pés,para o lado.

Quando alcançou a porta que levava ao restaurante,ela parou,deixou sua dança para trás e entrou no salão como se fosse outra pessoa.

Na verdade,voltou a ser aquela senhora um pouco curvada.

Muitas vezes eu me lembro desta cena,e estou pensando nela agora.Muita gente nem imagina que eu ainda possa dançar.

Os jovens pensam que as pessoas de minha idade não têm mais direito à música,ao romance,à dança,aos sonhos.

Eles nos vêem como a idade nos moldou:camuflados em rugas,cinturas não tão finas,aspecto cansado.

Não vêem todas as outras pessoas que existem dentro de nós.

Mostramos ao mundo uma certa aparência porque essa é a regra que o costume impõe.Somos os velhos sábios amalucados,as dignas matronas.

Não temos liberdade de movimento para deixar as outras pessoas que existem em nós agirem-ou para usar nossas outras vidas.

Ninguém imagina,por exemplo,que ainda sou a moça magrinha que cresceu numa linda praia chamada Boa Viagem,em Niterói.

Dentro de mim,ainda me vejo como a irmã do meio de três irmãos de uma família feliz plena de tios ,primos,com uma linda mãe e um pai sempre alegre e amante de esportes perigosos,já naquela época.Não importa que meus pais já tenham morrido há muito tempo e que sejamos agora apenas dois irmãos.

Ainda sou a criança meio presunçosa,metida a bailarina e a cantora e que conquistava a todos com suas canções e trejeitos e seu modo cordato de ser.



"Você nunca perde amando.Sempre perde deixando de amar"(Barbara de Angelis)


Beth Ashley,adaptado e postado por Sonia Regina.

13 comentários:

Vanessa. disse...

Dançar faz bem, faz-me sentir livre!

Pelos caminhos da vida. disse...

Dançar e cantar faz bem a alma.]


Obrigada por estar presente na homenagem a nosso amigo Olavo.

Fim de semana de luz.

Um gde abraço.

beijooo

neli araujo disse...

Soninha querida,

Eu dancei com esta senhora, e dancei com você, minha amiga, porque dançar faz bem para a alma, linda!

É uma pena que os outros "Não vêem todas as outras pessoas que existem dentro de nós."

Há muitas de nós aqui dentro!

Que Post maravilhoso,linda!

Bom fim de semana, e fica com Deus!

beijinhos

Viviana disse...

Olá querida Sónia,

Não é que eu estou plenamente de acordo consigo, minha boa amiga!!

Ainda que a sociedade em que vivemos tenha uma opinião formada , menos boa e verdadeira...acerca das mulheres "maduras"... eu creio que cada uma de nós tem que fazer viver dentro de si todas essas pessoas lindas que acompanham o nosso caminhar.

Depende de nós!

O sentirmo-nos crianças ou jovens!

O daçar e andar á chuva!

O sonhar!

O cantarolar o dia todo...

Gostei muito do seu post amiga.

Obrigada por ele.
Um beijo e uma boa noite
Viviana

Olavo disse...

Oi querida obrigado pela força..tem selo para vc lá no blog
Beijão
Olavo

...EU VOU GRITAR PRA TODO MUNDO OUVIR... disse...

Oi,Vanessa,não é preciso sequer dançar fisicamente,muitas vezes dançamos com a alma.

Obrigada pela visita!

Um beijinho,Sonia Regina.

...EU VOU GRITAR PRA TODO MUNDO OUVIR... disse...

Olá Ana!Como poderia não estar presente?

Neste espaço a gente cria vínculos inexplicáveis...

Feliz final de semana!

Um beijo carinhoso,Sonia Regina.

...EU VOU GRITAR PRA TODO MUNDO OUVIR... disse...

Amiga Neli!Apenas o espelho é testemunha de que os anos passam,se não nos mirarmos muito...
todas as nossas dançarinas e sonhadoras permanecerão conosco por toda a vida!!!

Beijos com muito carinho,Sonia Regina.

...EU VOU GRITAR PRA TODO MUNDO OUVIR... disse...

Querida Viviana!Terceiros não enxergam a alma jovem que em nós permanece pela vida a fora.Julga-nos pelas linhas do rosto,que são nossos troféus,sem perceberem que somos capazes de sentir todos os pequenos prazeres da vida.

Um fim de semana musical e dançante!

Beijos carinhosos,Sonia Regina.

Pelos caminhos da vida. disse...

Bom dia!

Tem selinho da amizade la para vc.

beijooo

...EU VOU GRITAR PRA TODO MUNDO OUVIR... disse...

Olavo querido!Muito bom encontrar seu comentário,sinal de que você está melhor e que tudo correu bem.Tive notícias suas pela Ana.

Acredite isto é só uma parte azeda de seu caminho que logo estará iluminado.Cuide-se bem que nós todos estamos pedindo aos anjos pela sua total recuperação.

Em meu blog também tem um selinho pra você...


Beijos com muito carinho,Sonia Regina.

* O Cantinho da Lia * disse...

Soninha, concordo com vc...Não devemos ditar regras pra idade.
VC tem o direito de ser feliz tanto qto os mais jóvens...
É claro que nós sabemos oque não nos fica bem, tipo depois de certa idade usar mini saia, ou aquele rabinho de cavalo cbem lá no alto da cabeça...eu por exemplo acho que pra mim não fica bem essas coisas mais, estou com 29 anos.

Mas acho que pra dançar, pra amar, pra curtir a vida e ser feliz, não tem idade...

òtima postagem, adorei .

um beijinho com carinho.

...EU VOU GRITAR PRA TODO MUNDO OUVIR... disse...

Amiguinha querida!Quando falo em prazeres da vida me refiro aos sentimentos e emoções como a música,a dança,o apreciar o belo,sair para passear,tudo isto com os devidos critérios.

Sentimentos não envelhecem,mas muitas vezes é preciso camuflá-los,pois algumas pessoas não compreendem isto...

Beijos e obrigada pela presença constante,Sonia Regina.